Discos

Behind The Tea Chronicles, o novo de Ed Motta

A essa altura, quem me acompanha aqui no Vira o Disco, ou mesmo em minhas redes sociais e no canal do MINHA VIDA EM VINIL já deve saber que eu sou fã de soul, funk e jazz. Isso não quer dizer que sou versado nestes gêneros, mas tenho procurado me aprofundar e estudado bastante.

Dentro desse prisma, tem um cara que eu admiro desde muito tempo, e ele se chama Ed Motta. E agora, depois de um hiato de 5 anos, ele está de volta com seu novo trabalho, intitulado BEHIND THE TEA CHRONICLES. O 14º álbum de estúdio nos leva a uma belíssima jornada que nos convida a ouvir não apenas músicas groovy e soulful, mas também a mergulhar em ambientes cinematográficos. Cada faixa de Behind The Tea Chronicles mostra as influências de Ed, passeando por vários estilos musicais que incorporam elementos do funk, do soul, do jazz e até sons da Broadway.

Ed se inspirou em séries de TV e filmes. “‘Colombo’, ‘Barnaby Jones’ e ‘Streets of San Francisco (aqui conhecida como São Francisco Urgente)’ são as minhas séries preferidas“, diz ele ao site da Rocinante. E continua: “Também me inspirei em filmes antigos, especialmente o filme ‘Gaslight’ de George Cukor (que inspirou uma das faixas mais incríveis do disco) além de filme de Jacques Tati, Jean-Pierre Melville e Basil Dearden, que me deram muitas ideias“.

O disco é uma viagem sonora, uma audição interessante e apresenta uma tapeçaria sonora perfeita para o trabalho orquestral e principalmente vocal ao qual Ed, com toda sua explosão vocal, por vezes me faz lembrar de Luther Vandross, Donald Fagen e até Todd Rundgreen. Todo esse cuidado provalmente vem de seu lado audiófilo, já que ele é um grande colecionador e profundo admirador. E isso também impacta na qualidade do disco, que tem uma atenção primorosa aos detalhes, mas não apenas em escrever e compor, mas durante o processo de gravação, mixagem e masterização.

Aqui no Brasil o disco está à venda pelo site da Rocinante, com visual caprichado em capa Gatefold e mais uns detalhes os quais vou deixar o leitor procurar. Além disso, ganhou um versão japonesa e outra alemã. Sério, o trabalho gráfico está impecável.

É um disco que precisa ser ouvido do início ao fim sem intervalos, para que a sua viagem sonora fique mais completa. Grande disco.

Obrigado Ed, por mais este trabalho incrível.

Foto da capa: Divulgação

Luis Fernando Brod

Oi. Sou o cara do MINHA VIDA EM VINIL e colaborador do site Disconecta.

2 thoughts on “Behind The Tea Chronicles, o novo de Ed Motta

  • Julio Cesar Mauro

    ouvirei só para julgar 🙂

    Resposta
  • Olá…. eu escutei só no Youtube e percebi que em partes que o microfone pegou emissão de ar no som da voz. Não sei se foi proposital, mas não gosto. Talvez porque no lugar de abusar da extensão vocal, cantou mais baixo e perto do microfone, talvez. Mas no geral, o trabalho é de uma sensibilidade apurada e de altíssimo gosto …. a bagagem musical e inspirações artísticas vastas dão um toque de curiosidade convidativa para a curiosidade nos provocando a explorar as músicas.

    Resposta

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *