Discos

Doolittle, um dos discos mais importantes da história do rock

No mundo da música alternativa, há discos que transcendem seu tempo e se tornam verdadeiros marcos na história. Um desses álbuns icônicos é “Doolittle”, lançado em 1989 pela banda norte-americana Pixies. Com uma mistura única de elementos do punk, rock alternativo, surf rock e pop, o álbum não só definiu o som distintivo dos Pixies, mas também influenciou uma geração inteira de músicos e moldou o futuro da música alternativa.

“Doolittle” é um trabalho mágico que cativa os ouvintes desde a primeira faixa até a última. Com sua energia pulsante e letras enigmáticas, o álbum leva os ouvintes a uma jornada sonora que é ao mesmo tempo cativante e desconcertante. A voz única de Black Francis (também conhecido como Frank Black), combinada com os riffs frenéticos de guitarra de Joey Santiago, a linha de baixo pulsante de Kim Deal e a bateria explosiva de David Lovering, cria uma atmosfera intensa e imprevisível.

“Doolittle” é um disco repleto de referências e temas que desafiam convenções. Letras surrealistas e poéticas são frequentemente combinadas com imagens sombrias e elementos do sobrenatural. Canções como “Debaser” e “Hey” exploram temas como cinema, literatura e a relação entre o artista e seu público, enquanto faixas como “Monkey Gone to Heaven” abordam questões ambientais e existenciais de uma forma única e provocativa.

A influência de “Doolittle” na música alternativa é inegável. Bandas posteriores, como Nirvana e Radiohead, citaram os Pixies como uma das principais inspirações para seu próprio som. A mistura de melodias irresistíveis com letras obscuras e a habilidade dos Pixies de alternar entre momentos de tranquilidade e explosões de energia influenciaram uma geração de músicos que buscavam quebrar as barreiras do rock convencional.

O legado de “Doolittle” está presente até hoje. Sua abordagem inovadora, misturando elementos de diversos gêneros musicais e explorando temas profundos de uma forma visceral, continua a inspirar artistas e a conquistar novos fãs ao longo do tempo. É um disco que desafia as convenções, abraça o desconhecido e cria uma experiência musical única.

Assim como a magia que envolve a música, “Doolittle” transporta os ouvintes para um mundo alternativo, onde as fronteiras são rompidas e a imaginação é estimulada. É um álbum que encanta, instiga e permanece como uma obra-prima da música alternativa, deixando um legado duradouro na história da música.

Luis Fernando Brod

Oi. Sou o cara do MINHA VIDA EM VINIL e colaborador do site Disconecta.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *