Discos

Fã de Yo La Tengo? Ouça o disco “The Town That Cursed Your Name”

Sim, forcei a barra (com direito a exclamação)! Mas, calma, Yo La Tengo vai ser mencionado no texto, esta foi à única maneira que achei para chamar sua atenção para o disco The Town That Cursed Your Name (2023) do The Reds, Pinks And Purples. Afinal, seja honesto, você clicaria no texto se eu informasse o nome da banda no título? Pois é, minha missão aqui fazer você acreditar que precisa conhecer esse baita álbum.

The Reds, Pinks And Purples é um projeto solo do Glenn Donaldson, músico que reside em São Francisco e que passou as últimas três décadas colaborando em projetos ou tocando em bandas como Skygreen Leopards. Este trampo próprio do Glenn começou de fato em 2018 e desde então o The Reds tem sido seu principal trabalho, basta conferir a quantidade de energia que ele tem colocado no projeto: até o fechamento deste texto – nunca se sabe, o cara é uma máquina – foram lançados 7 álbuns cheios. Nesta discografia nos deparamos com a primeira informação que é visual: as capas dos discos parecem ser impressas diretamente de um suburbio.

The Town That Cursed Your Name tem letras que abordam tema de autorreflexão e também o quão maçante pode ser uma vida voltada para o trabalho. É um disco que poderia ser trilha de uma série dos anos 90 ou simplesmente ser a sua trilha, durante a lenta queda do anoitecer de um dia de semana qualquer. Aliás, o grande mérito do Glenn Donaldson é nos confortar com uma voz suave – feito um lençol de 2000 fios de algodão egípicio – à frente de um som Lo-Fi.

Tenho sempre dificuldades em colocar o som de um artirsta dentro de uma prateleira separada por subgêneros, mas é evidente o som lo-fi e indie, que me faz lembrar de bandas como Special Pillow e Yo La Tengo, aliás a faixa Here Comes The Lunar Hand me lembra muito o clima do Painful, clássico álbum do YLT.

A música que abre os trabalhos é Too Late for An Early Grave com uma base de violão e teclado presentes durante toda a música, é cantada de forma otimista, Glenn sugere até que quebre o relógio se for necessário para cessar a ansiedade da vida contemporânea. Leave It All Behind começa com uma guitarra linda, cheia de texturas e com uma letra que parece autobiográfica, onde fala sobre deixar tudo para trás e seguir o caminho próprio.

Life in The Void é a música “mais pesada” do trabalho, com uma batida de bateria seca, guitarras dissonantes típicas de shoegaze. Burning Sunflowers é uma das minhas preferidas. É tipo de música que você quer acompanhar a letra para aprender a cantar. Guitarras atmosféricas criam tapete sonoro para um refrão grudento. Faz suscitar poesias visuais de dias ensolarados em minha cabeça.

Não tenho a pretensão de dissecar o álbum todo, então gostaria de citar mais uma música que é What is a Friend com um andamento mais rápido da bateria, além de uma alternância de pedais de guitarras sensacionais.

The Town That Cursed Your Name é a continuação de uma discografia coesa que The Reds, Pinks And Purples tem construido nesses 5 anos. Para minha surpresa, fiquei feliz de ver o álbum como sugestão para ser ouvido no headphone da Fnac, em Paris. Após três décadas de carreira, finalmente Glenn Donaldson parece estar flutuando numa galáxia para chamar de sua.

FICHA TÉCNICA

  • ANO: 2023; GRAVADORA: Tough Love Records FAIXAS: 12; DURAÇÃO: 33:46

Sou João Levandeira, jornalista e produtor de conteúdo do canal Viajando No Vinil. Meus dias são preenchidos com o amor da minha esposa Alessandra e da minha gata Zooey. Comida vegetariana bem temperada e música fazem parte da minha alimentação

One thought on “Fã de Yo La Tengo? Ouça o disco “The Town That Cursed Your Name”

  • Muito legal a resenha, preciso conferir esse disco, acho que vou gostar pela descrição!

    Resposta

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *