Shows

NÃO HÁ MAIS VOLTA + GRITANDO H.C. + ZUMBIS DO ESPAÇO + BLIND PIGS

CARIOCA CLUB / SÃO PAULO – 10/11/2023

Uma celebração. Não havia como ser diferente. Eram os 30 anos, aos trancos e barrancos, do Blind Pigs.
A festa aconteceu no último dia 10/11/2023, no Carioca Club, no bairro de Pinheiros em São Paulo, reduto já conhecido de shows de metal, hardcore e punk, mas que é, também, uma casa de samba.
A noite contou com mais três bandas, além do Blind Pigs, e farei aqui um breve resumo das apresentações.

NÃO HÁ MAIS VOLTA

A banda paulista abriu os trabalhos, com um Carioca Club ainda vazio. 
Galano, o guitarrista, toca com parte dos músicos do Blind Pigs na Armada, e também com o NHMV desde 2015.
A banda é ótima – confesso que não os conhecia. Aliás, das três bandas de abertura, o NHMV foi responsável por trazer a vitalidade da ótima nova safra do punk rock do underground paulista.
Punk Rock energético, percebi influências de Ramones, Social Distortion, Green Day e muito street punk. O set foi curto, e até por isso cheio de energia e sem perda de tempo. 
Ótimas canções, tudo absolutamente direto ao ponto e um vocalista inquieto no palco. O público presente aprovou o som, e tenho absoluta certeza de que a banda angariou alguns fãs com esse set, que contou com músicas de seus dois álbuns, o autointitulado (2015) e o “Atrás de Emoção” (2021).

GRITANDO H.C.

O Gritando HC pode ser considerado patrimônio do street-skate-punk paulista. Contemporâneos ao Blind Pigs, fizeram não apenas um grande show, mas praticamente foram os responsáveis por lotar a pista do Carioca Club: se na abertura do show, o público ainda estava tímido e discreto, bastaram duas músicas para todo mundo se desprender.
O som estava absolutamente cristalino. As guitarras de Fabão e Japa, e o baixo do Vagau estavam perfeitos, e o hardcore/punk rock urgente , gritado pela Lê, mal ofereceurespiro. Dos clássicos “Velho Punk”, “Ande de Skate e Destrua”, “Punx Não Morreram” ao novo single “Se Reinventar”, o Gritando H.C. encheu a pista de energia e era perceptível a simbiose entre público e banda.

Gritando H.C. – Carioca Club 10/11/2023

ZUMBIS DO ESPAÇO

Terceira banda a se apresentar, o Zumbis do Espaço  tinha a difícil tarefa de manter a pista em completa insanidade como no show do Gritando H.C. 
Apostaram num set pesado, intenso, com pouquíssimas interações com a plateia, e a sequência matadora de Horror Punk tradicional da banda. Da pista, porém, o som da guitarra soava muito baixo, e deixava o som todo meio embolado. Isso não foi impeditivo para a energia da banda. 
Set honesto, ótima presença de palco e hits divertidíssimos, como “A Marca dos 3 Noves Invertidos”, “Aberrações Que Somos” e “O Mal Nunca Morre”.

Zumbis do Espaço Carioca Club 10/11/2023 Foto: Rodrigo Melão

BLIND PIGS

A música “Soy Latino Americano”, do cantor Zé Rodrix, soou estranho aos (poucos) desavisados. Mas a letra, que versa sobre a vida cotidiana de um trabalhador suburbano, vai diretamente em encontro com o discurso incisivo do Blind Pigs
Em Junho deste ano, as bandas de Gordo (Guitarra) e Henrike (Vocais) se encontraram no Hangar 110, onde bateu o revival (confira AQUI). De lá pra cá, a banda – que ainda conta com Galindo (Guitarra), Mauro (Baixo) e Arnaldo (Bateria) – vem tocando por aí, inclusive aparecendo como uma das principais atrações do Oxigênio Fest deste ano. 

A impressão, porém, foi de que finalmente a banda estava à vontade no palco, reencontrando seu público. Por mais de uma vez, Henrike afirmou: “Isso sim é um show do Blind Pigs!”.
E o que ele quis dizer com isso? Muito Sangue, Suor, Cerveja, stage dive, pogo, banda errando, guitarra (do Gordo) desafinada, plateia cantando errado. Em suma UM PERFEITO ESPETÁCULO PUNK.

O show abriu com a primeira música do primeiro álbum, “Fuck The T.F.P.”, e, como para bom entendedor apenas uma sigla basta, a banda não desviou de posicionamentos políticos e deixou bem claro o que ainda é necessário ser dito (pois, infelizmente, os fachos estão por aí). Daí por diante, até o fim do show, desfilaram músicas de praticamente todos os álbuns, com a plateia incentivada e ensandecida desde o primeiro acorde. Hinos como “Amanhã Não Vai Mudar”, “Verão de 68”, “Sete de Setembro”, “Av. São João”, “Capitalism Mith”, “O Idiota” e, claro, “Conformismo e Resistência” foram cantadas a plenos pulmões por um Carioca Club lotado.

Blind Pigs Carioca Club 10/11/2023 Foto: Rodrigo Melão

Uma das coisas mais bacanas do Blind Pigs, na opinião deste que vos escreve, são as harmonias vocais entre Henrike e Gordo. Há uma simbiose, uma combinação perfeita, e vê-los no palco, brincando e brigando novamente, é reconfortante para os fãs.

No final do show, viam-se apenas satisfações e sorrisos nos rostos do público que esteve presente. Ainda que sejam bandas “de nicho” e pertencentes ao underground, é impressionante perceber o quanto alguns dos hits desfilados por Zumbis do Espaço, Gritando HC e Blind Pigs tem vida própria, tem energia o suficiente para movimentar uma montanha de público que, ao mesmo tempo, envelhece e se renova, dado o poder de combustão dessas bandas. 

Quem esteve no Carioca Club saiu de alma lavada!

Cartaz do Show. Fonte: Ag. Powerline

Rodrigo Melão

Rodrigo “Melão” Camargo é pai da Victória, tutor da Padmé e casado com a Cibele, não necessariamente nessa ordem. Beatlemaníaco, Corinthiano, cozinheiro de urgências, ávido consumidor de música, filmes e séries. Às vezes um cara legal, às vezes letal. Escreve semanalmente no Instagram @prazeresplasticos. Escreve também para o site URGE (urgesite.com.br). Trabalha no setor de Telecomunicações há 25 anos, mas formou-se em Comunicação Social, talvez no intuito de manter acesa sua vontade de escrever sobre suas paixões.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *