Shows

Review do show “As V Estações”, Dado e Bonfá e o legado eterno da Legião Urbana – Belo Horizonte, 20/05/23

Quando Renato se foi, em 1996, enquanto fã sofri horrores. Havia perdido meu maior ídolo na música. O líder da minha banda favorita. O maior letrista e poeta do Rock Nacional. Além de tudo eu sabia que jamais veria a Legião Urbana ao vivo. Não havia tido chance de vê-los em ação, exceto nos programas de tv e shows em VHS e DVD. E com a morte de Renato era impossível que Dado e Bonfá seguissem com a banda. O tempo passou, a paixão e admiração só cresceram. A Legião continuou sendo A BANDA da minha vida e Renato, pra mim, o maior de todos. Tamanha admiração que batizei meu filho mais velho com seu nome, inspirado na canção que Ele mesmo escreveu e eternizou: “meu filho vai ter nome de santo, quero o nome mais bonito”.

Passados mais de 25 anos daquele triste 11 de outubro, eis que Dado e Bonfá anunciaram uma turnê especial, tocando os álbuns As Quatro Estações e V. Eu que já havia assistido no ano passado uma apresentação deles em um festival de Rock Nacional, com o André Frateschi fazendo (e muito bem) os vocais, tinha, agora, a chance de vê-los tocando meu álbum favorito da banda (As Quatro Estações), em um local menor, num show mais longo, mais perto do palco… Ingresso garantido logo pra evitar surpresa e aquela espera gostosa, misto de ansiedade e saudade. E eu ainda tinha quinhentos e poucos quilômetros pela frente, entre Vitória e BH, onde seria o show, mais ou menos 10 horas de ônibus. Nada que me fizesse desanimar, afinal era a Legião.

Chegamos bem antes, na abertura dos portões, no intuito de pegarmos um bom lugar. Já dentro do Arena Hall, agora era só aguardar. Faltando cerca de 2 horas, por mais preparado que o espírito estivesse para a avalanche de emoções, era impossível controlar o coração. E desde a hora que os portões foram abertos, dava pra sentir a energia que tomava conta do lugar à medida que os fãs iam chegando, a maioria com camisas da Legião, do Renato, com trechos das músicas… Casa lotada. Todos aguardando ansiosos por Dado, Bonfá e cia. aos gritos de “UH! UH! É LEGIÃO!!!

Hora do show. Banda no palco. Coração a mil. Quando soaram os primeiros acordes de “Há Tempos”, foi impossível segurar as lágrimas (tudo dentro do previsto rsrsrs). E como em qualquer show da vida da Legião, a galera foi junto, cantando aos berros do princípio ao fim de cada canção. Apesar de ser um show com grande parte do setlist baseado nos álbuns As Quatro Estações e V, alguns outros clássicos entraram no repertório, como “Eu Sei”, “Quase Sem Querer”, “Por Enquanto” (com arranjos originais e com Bonfá cantando), “Índios”(com Dado nos vocais), “Será” e “Faroeste Caboclo”.

Ao todo nove músicas do disco As Quatro Estações e cinco canções do V. Destaques para todas, óbvio, mas ouvir “Eu Era Um Lobisomem Juvenil”, lado B da banda que eu amo, além das minhas canções favoritas da Legião, “Sete Cidades” e “Se Fiquei Esperando Meu Amor Passar”, foi de arrepiar. E as lágrimas insistiam em descer (tudo continuava dentro do previsto rsrs).

Ao término de cada música subiam os gritos de “UH! UH! É LEGIÃO!!!”, como nos velhos tempos. Pra fechar, as lindíssimas “Pais e Filhos” e “Monte Castelo”, e no bis “Metal Contra as Nuvens”. E o show terminava com os versos: “e nossa história não estará pelo avesso assim, sem final feliz/ teremos coisas bonitas pra contar/ e até lá vamos viver, temos muito ainda por fazer/ não olhe pra trás, apenas começamos/ o mundo começa agora, apenas começamos”. Mais Legião, impossível.

E no fim André Frateschi correu pelo palco com uma bandeira estampada com a foto dos quatro membros originais da banda, Renato, Dado, Bonfá e Negrete, como um fã que ganhou na loteria acumulada ao ser escolhido para estar no palco, cantando todos aqueles clássicos, ao lado dos seus ídolos. E tanto eu quanto os milhares de fãs ali presentes, tivemos ainda mais certeza do que sempre soubemos desde que entendemos o que Renato queria dizer com “Urbana Legio Omnia Vincit”. Legião Urbana a tudo vence. Sempre vencerá. Viva Renato Russo!!! Viva a Legião Urbana!!!

ViniLcius Andrade – um dos fundadores e administrador do perfil Discólatras no Instagram e canal Discólatras no YouTube. Apaixonado por Legião Urbana, BRock, Clube da Esquina e música de verdade.

One thought on “Review do show “As V Estações”, Dado e Bonfá e o legado eterno da Legião Urbana – Belo Horizonte, 20/05/23

  • Que resenha emocionante!
    O show realmente foi inesquecível!!!
    Viva a Legião!!

    Resposta

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *